As 5 maiores falhas dos grandes clubes da Premier League inglesa

 

A EPL foi o lar de alguns dos momentos mais emocionantes e dramáticos da história do futebol. No entanto, também viu a sua quota-parte de fracassos monumentais, onde grandes clubes tropeçaram sob o peso das expectativas.

 

Hoje damos uma olhada em 5 fracassos chocantes de grandes clubes na Premier League, cobrindo derrotas inesperadas, títulos desperdiçados e até algumas preocupações com o rebaixamento.

O deslize do Liverpool na temporada 2013-14

Um dos momentos mais emocionantes da história recente da Premier League ocorreu durante a temporada 2013-14, quando o Liverpool esteve agonizantemente perto de garantir o seu primeiro título da liga em 24 anos.

 

Sob a gestão de Brendan Rodgers, o Liverpool jogou um futebol brilhante, liderado pela incrível forma de Luis Suárez, que marcou 31 gols naquela temporada. Em abril de 2014, o Liverpool estava na pole position para vencer a liga.

 

No entanto, em uma partida crucial contra o Chelsea, em Anfield, em 27 de abril, um deslize caro do capitão Steven Gerrard permitiu que Demba Ba marcasse, levando à derrota por 2 a 0. Este resultado devolveu a iniciativa ao Manchester City, que acabou por conquistar o título por dois pontos.

 

 

O fracasso do Liverpool em garantir o título depois de ocupar uma posição tão dominante continua sendo um dos colapsos mais significativos da história da Premier League.

O colapso tardio do Arsenal na temporada 2002-03

O Arsenal, sob o comando de Arsène Wenger, estava prestes a reter o título da Premier League na temporada 2002-03. Em março, eles mantinham uma vantagem de oito pontos no topo da tabela e pareciam destinados a garantir títulos consecutivos. No entanto, uma dramática perda de forma fez com que perdessem pontos cruciais na reta final da temporada.

Ler:  Premier League 2022/2023: Quem são os primeiros candidatos à bota de ouro?

 

Um momento crítico ocorreu em 4 de maio de 2003, quando o Arsenal enfrentou o Leeds United em Highbury. Um gol impressionante de Mark Viduka garantiu a vitória do Leeds por 3 a 2, encerrando efetivamente as esperanças de título do Arsenal.

 

 

O Manchester United aproveitou o colapso do Arsenal, vencendo o campeonato por cinco pontos. A incapacidade do Arsenal de manter a liderança, apesar de estar numa posição tão forte, é uma das falhas notáveis na história da Premier League.

A batalha de rebaixamento do Manchester United na temporada 2013-14

Após a aposentadoria de Sir Alex Ferguson em 2013, o Manchester United nomeou David Moyes como seu sucessor. Esperava-se que a temporada 2013-14 fosse um período de transição, mas poucos previram a extensão das dificuldades do United. Apesar de herdar um time que havia vencido o campeonato por 11 pontos na temporada anterior, a gestão de Moyes foi marcada por maus desempenhos e resultados decepcionantes.

 

O ponto mais baixo ocorreu em 16 de março de 2014, quando o United sofreu uma derrota humilhante por 3 a 0 em casa para o Liverpool. O resultado foi a soma das dificuldades do United sob o comando de Moyes, e eles terminaram em sétimo, a posição mais baixa na era da Premier League na época.

 

Moyes foi demitido antes do final da temporada, e o fracasso em se classificar para as competições europeias pela primeira vez em mais de duas décadas foi apenas a cereja do bolo amargo para os adeptos de Old Trafford.

Defesa do título 2015-16 do Chelsea

Depois de conquistar o título da Premier League na temporada 2014-15 sob o comando de José Mourinho, esperava-se que o Chelsea montasse uma forte defesa do título em 2015-16. No entanto, a temporada se transformou em um pesadelo para os Blues. A ‘síndrome da terceira temporada’ de Mourinho atingiu, levando a uma série de maus desempenhos e agitação nos vestiários. Em dezembro de 2015, o Chelsea estava perto da zona de rebaixamento e Mourinho foi demitido em 17 de dezembro de 2015.

Ler:  Jogadores EPL no EURO 2024 - Dia 9

 

 

A equipe terminou em 10º, sua pior posição no campeonato desde 1995-1996. A dramática queda de campeão para a mediocridade no meio da tabela em apenas uma temporada foi um grande fracasso para um clube com a estatura e os recursos do Chelsea.

Colapso da busca pelo título do Tottenham Hotspur na temporada 2015-16

A temporada 2015-16 da Premier League é mais lembrada pela conquista do título de conto de fadas do Leicester City . No entanto, também contou com um colapso significativo do Tottenham Hotspur, que era o adversário mais próximo do Leicester. Sob Mauricio Pochettino, os Spurs jogaram o seu melhor futebol em décadas e estavam em busca do primeiro título da liga desde 1961.

 

À medida que a temporada chegava ao fim, a luta pelo título do Tottenham vacilou. Um momento crítico ocorreu em 2 de maio de 2016, na infame “Batalha de Stamford Bridge” contra o Chelsea. Apesar de vencer por 2 a 0, o Spurs acabou empatando em 2 a 2, entregando efetivamente o título ao Leicester.

 

 

A incapacidade do Tottenham de garantir uma vitória nos últimos jogos fez com que terminasse em terceiro, atrás do Arsenal, apesar de estar em uma posição forte para lutar pelo título. Este colapso é considerado um dos fracassos mais significativos da história do Spurs na Premier League.

Conclusão

A Premier League proporcionou palco tanto para triunfos incríveis como para fracassos espetaculares. Os exemplos acima mencionados destacam que mesmo os maiores clubes, com os seus vastos recursos e histórias ilustres, não estão imunes a quedas dramáticas.

 

Estes momentos, embora dolorosos para os adeptos envolvidos, são parte integrante da rica tapeçaria do futebol inglês, mostrando-nos repetidamente a natureza imprevisível e emocionante da EPL.

Ler:  Premier League 2022/23 - Primeiro revisão de recém-promovido Bournemouth, Fulham, e Nottingham Forest

 

Share.
Leave A Reply