O Campeonato do Mundo tem obtido reações positivas e negativas por parte dos adeptos e especialistas por várias razões.

O lado positivo é que é o Mundial da FIFA e não há torneio maior na modalidade desporto do que este. A oportunidade de aplaudir o seu país favorito enquanto perseguem a glória é inigualável, mas, como já foi referido, nem tudo tem sido unicórnios e arco-íris.

A nuvem política negra que rodeia o Qatar e as suas várias ações na preparação deste torneio têm sido preocupantes para os procedimentos.

Além disso, a decisão de ter um Mundial no inverno tem de ser realizada durante a época doméstica, o que causou muita frustração. Devido à colocação deste torneio, as associações nacionais e continentais de futebol condensaram o calendário de futebol, o que significa que os jogadores de elite têm de jogar um jogo todos os três dias.

Como sempre, os jogadores da Premier League que jogam no Campeonato do Mundo recebem sempre a maior atenção, mas há uma nuvem negra que rodeia o torneio ultimamente.

Devido a este desenvolvimento, houve lesões a jogadores importantes na Premier League e noutras divisões em todo o continente.

Olhamos para alguns dos infelizes desenvolvimentos recentes de alguns jogadores de topo da Premier League que potencialmente podem perder o Mundial por lesão.

Arthur Melo – Liverpool, Brasil

Arthur chegou ao Liverpool por empréstimo da Juventus no verão passado para conseguir mais tempo de jogo em Inglaterra, bem como aumentar as suas hipóteses de chegar à seleção do Brasil para o torneio. No entanto, as coisas não correram como esperava.

O jogador de 26 anos lesionou-se na coxa durante o treino em outubro e, posteriormente, não pôde jogar durante três meses, tendo jogado apenas 13 minutos em todas as competições pela equipa de Jurgen Klopp.

Ler:  Como o Campeonato do Mundo vai beneficiar as equipas da Premier League

Artur fez 22 internacionalizações pelo Brasil e fez parte da equipa que venceu a Copa América em 2019.

Reece James – Chelsea, Inglaterra

Reece James parecia ter feito o lateral-direito ter feito o seu próprio lugar depois de exibições sólidas na defesa e no ataque pelo clube e pelo país, mas uma grave lesão no joelho contra o AC Milan na UEFA Champions League deixou-o indisponível durante oito semanas.

Ele ainda está a lutar para estar apto para o torneio e os relatos sugerem que ele está adiantado na sua reabilitação e está a usar menos a joelheira à medida que os dias passam.

James, de 22 anos, fez 15 internacionalizações pelos Três Leões, mas ele vai precisar de um milagre se quiser somar mais jogos internacionais no Qatar.

N’Golo Kante – Chelsea, França

Um dos jogadores-chave da vitória da França no Mundial de 2018 não estará no Mundial, uma vez que N’Golo Kante foi excluído do Mundial devido a lesão.

O homem de 31 anos sofreu inicialmente uma lesão no tendão em agosto que o excluiu durante quase dois meses antes de ferir a mesma parte do corpo.

A sua segunda lesão fez com que não pudesse jogar mais três meses, o que esmagou qualquer esperança de que ele jogasse no Campeonato do Mundo.

Kante tem sido uma parte fundamental da equipa francesa com 53 internacionalizações pelo seu nome.

Diogo Jota – Liverpool, Portugal

O avançado dinâmico do Liverpool será uma grande falta para Portugal no Mundial, depois de ter sofrido uma lesão no bezerro no fim da vitória por 1-0 contra o Manchester City. E Jota deixou o campo em uma maca devido à gravidade da lesão que efetivamente acabou as suas esperanças no Mundial.

Ler:  Jogador do Ano e equipa da época da PFA: Os maiores pontos de conversa

Jota, de 25 anos, já conquistou 29 internacionalizações por Portugal e já marcou 10 vezes.

Kyle Walker – Manchester City, Inglaterra

A Inglaterra sofreu o seu maior golpe de lesão quando Kyle Walker confirmou no twitter que não iria participar no Mundial.

“Como jogadores temos de apreciar as lesões que fazem parte do jogo que adoramos. A minha operação na terça-feira foi um sucesso e agora posso concentrar-me na minha reabilitação e voltar à forma física. Vou apoiar os meus companheiros de equipa todos os dias da forma que puder.” O tweet dele leu.

Walker é um dos jogadores mais confiáveis de Gareth Southgate e estava prestes a desempenhar outra parte fundamental para a Inglaterra, mas por uma infeliz lesão na virilha que obrigou o homem do City a ser operado.

Aos 32 anos, esta pode ser a última oportunidade de Walker na glória do Campeonato do Mundo para o seu país no auge dos seus poderes. Já fez 70 jogos pela Inglaterra.

Ben Chilwell – Chelsea, Inglaterra

A última vítima por lesão da Inglaterra está mais uma vez na defesa. Ben Chilwell sofreu uma lesão no tendão que o manterá fora por até três meses, efetivamente destruindo o seu sonho do Campeonato do Mundo.

O lateral-direito do Chelsea lesionou-se depois de ter feito uma longa corrida em todo o campo durante a vitória do Chelsea na UEFA Champions League contra o Dínamo Zagreb, na semana passada.

Teve de ser ajudado fora do campo de jogo e foi visto a sair de Stamford Bridge de muletas mais tarde naquela noite.

Esta lesão significa que o jogador de 25 anos não vai somar os seus 17 jogos em Inglaterra no Qatar.

Ler:  O problema de Saliba no Arsenal: ele é o jogador mais importante?
Share.

Leave A Reply