As lesões mais bizarras da Premier League inglesa

Na EPL , as lesões são uma parte comum do jogo. No entanto, algumas lesões destacam-se não apenas pelo impacto nos jogadores e equipas, mas também pela sua estranheza.

Hoje vamos dar uma olhada em algumas das estranhas lesões da Premier League que ocorreram dentro e fora do campo.

Cirurgia DIY de Darius Vassell

Vassell, ex-atacante do Aston Villa e da Inglaterra, ganhou as manchetes por tentar tratar ele mesmo um dedo do pé inchado. Em 2002, Vassell usou uma furadeira para aliviar a pressão de uma bolha de sangue no dedo do pé.

Não é novidade que esta tentativa cirúrgica amadora não terminou bem, resultando numa infecção que exigiu atenção médica profissional. A lesão o afastou dos gramados por várias semanas, provando que às vezes é melhor deixar os problemas médicos para os profissionais.

Incidente com monitor cardíaco de Jari Litmanen

Litmanen, o atacante finlandês que jogou pelo Liverpool, sofreu uma lesão bizarra devido a um monitor cardíaco. Em 2001, durante um monitoramento cardíaco de rotina, Litmanen teve uma reação alérgica ao gel utilizado, o que causou queimaduras graves no peito.

O incidente o manteve fora dos treinos, aumentando os problemas com lesões durante sua passagem pelo Liverpool.

David James e seus videogames

David James, ex-goleiro do Liverpool e da Inglaterra, admitiu certa vez que perdeu uma partida devido a uma distensão nas costas causada por jogar videogame. Em 1997, James revelou que seu vício no jogo Tekken fez com que ele passasse horas na frente de seu console, causando uma lesão.

Este incidente foi um exemplo clássico de como as atividades fora do campo podem afetar inesperadamente a carreira dos jogadores.

Ler:  Arteta deve mostrar suas proezas táticas no 'maior' jogo de sua carreira

Acidente com o troféu de Steve Morrow

Em 1993, Steve Morrow, do Arsenal, sofreu uma lesão bizarra ao comemorar uma vitória na final da Copa da Liga. Depois de marcar o gol da vitória contra o Sheffield Wednesday, Morrow foi levantado por seu companheiro de equipe Tony Adams. Infelizmente, Adams perdeu o controle e Morrow caiu desajeitadamente, quebrando o braço no processo.

Em vez de comemorar a vitória, Morrow foi levado às pressas para o hospital, tornando-se um dos incidentes com lesões mais infelizes durante uma celebração.

Ai do sinal de alerta de Richard Wright

Wright, ex-goleiro do Everton, sofreu uma lesão única em 2006, enquanto se preparava para uma partida da FA Cup contra o Chelsea. Wright ignorou um sinal de alerta colocado na boca do gol e tropeçou nele, torcendo gravemente o tornozelo. Esta lesão obrigou-o a falhar o jogo e acrescentou um toque irónico à frase “ignorar os sinais”.

O Incidente do Sarongue de David Beckham

David Beckham, uma das figuras mais icônicas do futebol, também foi vítima de uma estranha lesão fora do campo.

Em 2003, enquanto se recuperava de uma lesão no pé, Beckham usava um sarongue em casa quando tropeçou na bainha e caiu, agravando a lesão existente. O incidente se somou à longa lista de acidentes incomuns que aconteceram aos jogadores de futebol ao longo dos anos.

Santiago Cañizares e o frasco de loção pós-barba

Embora não seja jogador da Premier League, vale a pena mencionar a lesão de Santiago Cañizares devido à sua estranheza. Em 2002, o goleiro espanhol perdeu a Copa do Mundo depois de deixar cair um frasco de loção pós-barba no pé, rompendo um tendão.

Ler:  É agora ou nunca para Guardiola e City vencerem a Liga dos Campeões

A natureza bizarra da lesão serve como um lembrete de como os objetos do cotidiano podem às vezes representar perigos inesperados para os atletas.

Lesão no grito de Alex Stepney

Esta é uma lesão mais antiga, mas certamente vale a pena mencionar, visto que é uma das lesões mais ridículas que já aconteceu em um campo de futebol.

Em 1975, o goleiro do Manchester United, Alex Stepney, sofreu uma lesão incomum durante uma partida contra o Birmingham City. Stepney deslocou a mandíbula enquanto gritava instruções em sua defesa.

A gravidade da lesão o forçou a deixar o campo, tornando-a uma das lesões mais estranhas da história do futebol.

Lesão de dança de Kevin-Prince Boateng

Boateng, durante sua passagem pelo Portsmouth, se machucou enquanto dançava. Em 2012, Boateng admitiu que contraiu uma distensão na coxa ao comemorar um gol com uma elaborada rotina de dança.

A lesão o manteve fora de ação por algumas semanas, demonstrando que mesmo as comemorações às vezes podem dar terrivelmente errado.

Acidente de pesca de Bryan Robson

O ex-capitão do Manchester United Bryan Robson sofreu uma lesão bizarra durante uma pescaria em 1990. Robson foi picado por uma arraia, resultando em uma infecção grave que exigiu tratamento médico.

O incidente o manteve fora do jogo por várias semanas e aumentou sua longa lista de lesões ao longo de sua carreira.

Lesão de carro de Alan Wright

Alan Wright, o pequeno ex-zagueiro do Aston Villa, uma vez se machucou devido ao carro. Com apenas 1,77m, Wright esticou o joelho ao pisar no acelerador de sua Ferrari, um carro projetado para indivíduos mais altos.

A lesão destacou os riscos por vezes negligenciados associados aos automóveis desportivos de luxo e a sua inadequação para condutores mais baixos.

Ler:  Vídeo Assistente Árbitro: Esta tecnologia pode afetar a corrida ao título?

Conclusão

Estes casos ilustram a natureza imprevisível das lesões no mundo do futebol. Embora as exigências físicas do jogo sejam responsáveis por muitas lesões, muitas vezes são os contratempos fora do campo que proporcionam as histórias mais surpreendentes e memoráveis.

À medida que a Premier League continua a emocionar os fãs em todo o mundo, é certo que surgirão mais histórias bizarras de lesões, aumentando a rica tapeçaria do folclore do futebol.

Share.
Leave A Reply